Instituto Acariquara leva cozinhas solidárias e Rede Rhisa para a 43ª Expoagro

Participantes do II Seminário de Bioeconomia do Amazonas que acontecerá durante a 43ª edição da EXPOAGRO terão a oportunidade de conhecer a atuação e os primeiros resultados alcançados pela Rede de Recursos Humanos e Inteligência para a Sustentabilidade da Amazônia (Rhisa), uma iniciativa que tem promovido a conexão com mais de 100 mil pesquisadores e entidades por meio do uso de uma plataforma voltada à divulgação e à promoção de projetos e soluções no campo da ciência, tecnologia e inovação, em prol do desenvolvimento sustentável da Amazônia.

O trabalho da Rhisa será apresentado no Espaço da Bioeconomia, durante a Roda de Conversa intitulada “Demandas de CT&I para o Setor Agropecuário no Amazonas e a atuação das Organizações de P&D locais”, na programação de sábado, das 9h às 10h.

A intenção é mostrar como essa articulação com os diversos setores e a comunidade científica promovida pela Rhisa poderá contribuir com a Agropecuária do nosso Estado.

A Rede Rhisa é um projeto do Instituto Acariquara com o apoio do Governo do Amazonas por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e financiada pelo Instituto Clima e Sociedade (ICS).

A Rhisa foi lançada em 2021 primeiramente nos municípios do interior do Amazonas, onde os coordenadores percorreram os municípios de São Gabriel da Cachoeira, Benjamin Constant, Itacoatiara, Itapiranga, Silves, Tabatinga, Parintins, Coari, Tefé, Humaitá e Lábrea. Em 2022, as mobilizações da Rede Rhisa serão realizadas em Manaus e também em outras capitais do Norte.

Cozinhas Solidárias – O projeto Cozinhas Solidárias Manaus é outra importante ação do Instituto Acariquara realizada em parceria com a ONG Gastromotiva que também estará participando do II Seminário de Bioeconomia do Amazonas, durante a 43ª edição da Expoagro.

A apresentação do projeto acontece no sábado, dia 11, das 16h às 18h no Espaço Cozinha da Bioeconomia, onde será realizada uma Oficina de produção de compotas/geleias com ingredientes locais da bioeconomia. Durante o evento haverá degustação.

A iniciativa além de atuar na mitigação da fome promove o empoderamento, autonomia, igualdade social e movimenta a bioeconomia na Amazônia com a geração de renda para as mulheres. A Fundación Mapfre é uma das financiadoras do projeto.

A programação é aberta ao público.

Para mais informações entrar em contato com a assessoria: Tereza Teófilo (99122-2302)

 

Compartilhar

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email